segunda-feira, 22 de agosto de 2016

LER É INTERPRETAR?


A leitura é indispensável  para a vida social, pois é através dela que nos comunicamos com o outro.  A leitura nas séries iniciais não seria só na construção da base alfabética, mas sim “decifrar” o código escrito. A prática de leitura passa por três dimensões;

Cultura letrada: O que significa isso? Como o professor pode ajudar o aluno a gostar de ler?

Fluência: O que significa isso? Como o professor pode ajudar o aluno a ganhar fluência?

Compreensão: O que é compreender um texto? Como ajudar o aluno a desenvolver estratégias de compreensão leitora?

Em nossa sociedade, apenas 26% da população é considerada plenamente alfabetizada, apesar de muitas crianças crescerem vendo a relação e a leitura e escrita com os mais velhos e a sociedade. Percebem a importância dos registros gráficos (listas, bilhetes, anúncios, jornal, TV, internet, livros etc.) para a sua comunicação e interação com a sociedade.

No entanto, por razões socioeconômicas e mesmo falta de hábito de leitura entre os familiares, as crianças só tem acesso a leitura na escola.

Nos anos iniciais, a atenção do aluno ao se deparar com a leitura de um texto, está direcionada à decodificação do texto. Por isso, ele lê mais devagar do que um leitor fluente.

Com o progressivo domínio da fluência e a ampliação do vocabulário mental*, o aluno será capaz de:

·         Ler com mais rapidez

·         Reconhecer palavras, grupos de palavras e até frases automaticamente.

·         Aprender o texto e partes dele como um todo significativo – compreensão global.

Para que o aluno seja incentivado a ler, converse sobre textos e o familiarize com a cultura escrita, assim ele ampliará o uso da via lexial, adquirindo mais rapidez, automatismo e fluência leitora.

*vocabulário mental: as palavras conhecidas e muito usadas formam o vocabulário mental, uma espécie de dicionário que os leitores constroem ao longo da vida. Para ler as palavras novas, utiliza-se a via fonológica. Leitores em fase de alfabetização usam essa via predominantemente.

A compreensão é um processo de interação entre leitor ( objetivo da leitura, conhecimentos prévios), texto (gênero, suporte, contexto) e autor (conhecimento a transmitir, informação).

A compreensão leitora depende:

·         Do conhecimento acumulado pelo leitor: conhecimento prévio, tema, gênero, suporte, associado à conhecimento do mundo leitor.

·         Dos objetivos/propósitos do leitor: orientam a interação entre o leitor e o texto, definindo o que ler e como ler.

·         Das estratégias do leitor: as estratégias são (“conteúdos” a serem ensinados, não modos de ensinar (metodologia).